Página inicial > Obras e Estudos
Início do conteúdo da página

Obras e Estudos

Publicado: Segunda, 25 de Março de 2019, 09h32 | Última atualização em Quinta, 14 de Mai de 2020, 17h13

OIM Public Communication Campaign Toolkit

Organização Internacional para Migrações (OIM) disponibilizou um conjunto de orientações práticas para ajudar na elaboração de campanhas contra a desinformação e discursos de ódio direcionados a migrantes, refugiados e outros grupos vulneráveis no contexto da pandemia do COVID-19 ("IOM Public Communication Campaign Toolkit"). O guia está disponível apenas em língua inglesa e posteriormente será traduzido para outros idiomas.


Cartilha de Informações Financeiras para Migrantes e Refugiados

O Banco Central, o Ministério da Justiça e Segurança Pública e Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) lançaram, em 07 de novembro de 2019, uma Cartilha de Informações Financeiras para Migrantes e Refugiados. A cartilha traz informações práticas sobre operações bancárias, como abertura de contas, operações de câmbio, remessas e recebimento de dinheiro do/para o exterior, empréstimos, alertas para não ser vítima de golpes, bem como informações gerais a respeito do funcionamento do sistema financeiro brasileiro. Além disso, ensina a reconhecer os elementos de segurança das cédulas de Real.

O objetivo é ajudar migrantes e refugiados a compreender como funciona o Sistema Financeiro Nacional, dessa forma, se tornarem bancarizados. A cartilha está sendo distribuída em locais onde há grande fluxo de migrantes e refugiados, inicialmente nas versões em Português, Espanhol e Francês.

"Visões do Contexto Migratório Brasileiro"

"Visões do Contexto Migratório Brasileiro" traça um panorama sobre o novo marco migratório brasileiro, comparando-o a políticas imigratórias de outros países; menciona práticas então reprovadas por serem consideradas violadoras de direitos e apresenta algumas recomendações para implementação de políticas públicas imigratórias no Brasil.


"Política de Refúgio no Brasil Consolidada"

"Política de Refúgio no Brasil Consolidada" delineia as condições legais dos refugiados em determinados países, cotejando-as com aquelas dispostas no ordenamento jurídico brasileiro e apresenta os desafios a serem enfrentados por todos os envolvidos na causa em território brasileiro.


“Perfil Sociodemográfico e Laboral da imigração venezuelana no Brasil”

Obra concebida a partir da pesquisa intitulada “Perfil Sociodemográfico e Laboral dos Imigrantes Venezuelanos”. A pesquisa foi promovida pelo Conselho Nacional de Imigração (CNIg), com o apoio do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR).

O Desenho metodológico da pesquisa foi realizado pelo Observatório das Migrações Internacionais (OBMigra) e foi executada pela Cátedra Sérgio Vieira de Mello da Universidade Federal de Roraima (UFRR).

A obra está organizada em duas partes. A primeira é composta pelo resumo executivo e notas metodológicas que nortearam o tratamento dos dados quantitativos. Na segunda parte, está disponível a análise dos dados quantitativos e qualitativos obtidos com a pesquisa. Finalizando a obra, os autores apresentam conclusões sobre o trabalho realizado.


“A Imigração Haitiana no Brasil: Características Sócio-Demográficas e Laborais na Região Sul e no Distrito Federal”

A obra lança luz sobre os chamados novos fluxos imigratórios, em especial o caso dos haitianos. Segundo dados publicados pelo Observatório das Migrações Internacionais (OBMigra), em 2014, os haitianos eram a principal nacionalidade no mercado de trabalho formal no Brasil, superando os portugueses.

Diante do contexto dos novos fluxos imigratórios, os autores, utilizando bases de dados do Conselho Nacional de Imigração (CNIg), do Sistema Nacional de Cadastramento de Registro de Estrangeiros (SINCRE), do Ministério das Relações Exteriores (MRE) e da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), além de entrevistas para levantamento de dados qualitativos, diagnosticaram características da inserção de haitianos na Região Sul e no Distrito Federal.

A obra é dividida em dez capítulos, sendo o primeiro e o último, a introdução e a conclusão, respectivamente. E nos demais, são tratados temas como: metodologia da pesquisa; entrada, registro e inserção laboral dos haitianos; inserção dos imigrantes nas cidades de Curitiba e Londrina e aspectos diversos sobre a imigração haitiana.


 

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página